Cidades

PAMPULHA » Motorista envolvido em batida com Move vai para presídio

Publicação: 12/07/2018 04:00

Foi encaminhado ontem para uma unidade do Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp) Bruno Souza Passali, de 24 anos, que dirigia o carro que se envolveu na batida entre um ônibus do Move Metropolitano na manhã de terça-feira na Barragem da Pampulha, em Belo Horizonte. Seis pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave.

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), Bruno foi autuado por lesão corporal culposa na direção de veículo automotor. O teste do bafômetro realizado por ele apontou 0,23 miligramas de álcool por litro de ar expelido. Somente índices acima de 0,34 são considerados crime de trânsito. Ele também só possui habilitação para conduzir motocicletas. A fiança foi estipulada em R$ 15 mil, mas, como ele não pagou, vai ficar preso no Ceresp.

Ainda segundo a assessoria de imprensa do Detran, um tio de Bruno procurou uma delegacia da Polícia Civil para registrar que não emprestou o Fiat Linea para ele, mas para o irmão do rapaz. O veículo estava com a documentação em dia. A placa era de final 9. Assim, segundo o departamento de trânsito, o veículo estaria em situação regular até o fim de julho.

O ônibus da linha 521 (Terminal Justinópolis / Belo Horizonte via Antônio Carlos) e o Linea bateram no início da Avenida Antônio Carlos, perto da pista do Move, sentido Bairro-Centro. A colisão foi por volta das 5h30. O Linea seguia pela Avenida Antônio Carlos, no sentido Pampulha. Ao fazer a curva para a direita em frente à barragem, o motorista passou direto, invadiu a pista do Move e atingiu o ônibus que estava no sentido Centro.

DE FRENTE O motorista do ônibus, Antônio Fernandes Vasconcelos, de 52 anos, disse que seguia normalmente quando foi surpreendido pelo carro vindo em sua direção. “Foi muito rápido. Eu vi o reflexo do farol subindo e deu para perceber que ele estava correndo bastante. Foi um susto muito grande”, disse.

Os feridos foram socorridos por equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A vítima mais grave foi identificada como Eduardo Rodrigues, passageiro do carro. Ele foi retirado das ferragens pelos bombeiros e levado ao Hospital João XXIII, para onde foram as demais vítimas, cinco passageiros do ônibus que sofreram ferimentos leves.

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.