Esportes

FAIR PLAY » Quem simular pênaltis ou faltas graves será punido. Na Inglaterra...

Publicação: 19/05/2017 04:00

A Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) anunciou ontem que passará a punir retroativamente jogadores que tenham enganado árbitros com simulações que venham a resultar em pênaltis ou expulsões de adversários.

Segundo a entidade, um grupo de especialistas formado por um ex-árbitro, um ex-treinador e um ex-jogador vai avaliar imagens dos lances e, se os três chegarem à conclusão de que o atleta agiu de forma deliberada para tentar induzir o árbitro a uma marcação em favor de sua equipe, ele poderá ser suspenso por dois jogos.

%u201CEmbora tentativas de enganar o árbitro fingindo faltas e lesões sejam consideradas ofensas puníveis por comportamento antidesportivo, o fato de que essas simulações estejam dando certo e gerando pênaltis e expulsões justifica uma pena mais severa%u201D, explicou a FA.

A regra passa a valer a partir da próxima temporada do futebol inglês e é similar ao sistema já adotado pela associação na verificação de lances que deveriam gerar expulsões e que porventura passam despercebidos pelas equipes de arbitragem. Nestes casos, quem analisa os lances retroativamente, por meio de imagens, é um grupo formado apenas por ex-árbitros.

No Brasil, as simulações vêm preocupando o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), de acordo com o presidente Ronaldo Piacente. Ele disse que chegou a pedir ao procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua, mais atenção com esse tipo de problema.

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.