Esportes

VÔLEI » Campeão volta aos trabalhos com novidades

Ivan Drummond

Publicação: 11/07/2017 04:00

Fim de férias para os jogadores do time de vôlei do Cruzeiro. E na reapresentação, ontem, a atração foi o novo levantador da equipe, o argentino Nicolas Uriarte, ou simplesmente “Nico”, de 27 anos, que chega para substituir William, principal peça do time desde que este foi criado, há nove anos.

Nico conta que o convite para defender o Cruzeiro partiu do técnico Marcelo Mendez. “Recebi o convite com uma alegria muito grande. É uma grande oportunidade, pois vou jogar no time que ganhou tudo nos últimos sete anos. Acho que qualquer jogador ficaria lisonjeado em ter a oportunidade de compartilhar uma quadra com um time desse. Pra mim vejo um grande desafio.”

O fato de chegar para substituir William (agora no Sesi), considerado por muitos como o melhor do Brasil na atualidade –, não assusta Uriarte, que aliás, sempre teve no antigo titular, uma fonte de inspiração. “Quando comecei a jogar, ele já era “El Mago”. Com ele, o Bolívar ganhou tudo. Inspirava-me nele. Foi uma espécie de professor, mesmo nunca tendo jogado na mesma equipe. É um orgulho poder substituí-lo.”

Belo Horizonte já é uma cidade com a qual Nico tem identidade. É que seu pai, Uriarte, que fez parte do maior time de vôlei da Argentina, já foi treinador do Minas, em 2005 e 2006. “Vim aqui algumas vezes nessa época. Voltei depois quando ele treinou a Seleção da Austrália. Gosto da cidade e com ajuda dos companheiros, acho que me adaptarei rápido. Minha maior preocupação é em aprender a língua.  Entendo o que falam. Só não consigo responder em português. Mas é uma mistura de espanhol e italiano. Vai ser fácil.”

MAIS NOVIDADES


Além de Nico Uriarte, o Cruzeiro apresentou também o oposto Alemão, que jogava no Canoas-RS. O oposto Evandro, que sofreu uma trombose no braço direito, enquanto servia à Seleção Brasileira na Liga Mundial, está fazendo a recuperação. Faltam se apresentar apenas o meio de rede Isac, que estava na Seleção adulta, e o levantador Cachopa, na Sub-23.

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.