Esportes

MUNDIAL DE CLUBES » Embalado pela torcida, Grêmio embarca sem mais desfalques

Publicação: 07/12/2017 04:00

Enquanto o local Al Jazira venceu o Aukcland City, da Nova Zelândia, na abertura da edição 2018 do Mundial de Clubes da Fifa, com um gol de Romarinho, a delegação do Grêmio embarcou na tarde de ontem para os Emirados Árabes Unidos. A viagem não é nada fácil, pois começou pela manhã, com embarque em voo fretado para São Paulo, onde a delegação foi dividida em duas: uma embarcou para Londres, na Inglaterra, e outra para Frankfurt, na Alemanha. A chegada ao país-sede da competição só ocorrerá no fim da tarde de hoje (horário de Brasília).

Antes da viagem, o Tricolor fez o último treinamento em solo gaúcho. As principais atrações foram as presenças de Maicon e Pedro Geromel. O volante está recuperado de grave lesão e é apontado como a principal opção do técnico Renato Gaúcho para ocupar a vaga de Arthur, que está contundido e não participará do Mundial.

Outras opções para a posição, Cristian e Cícero, também não podem atuar, porque foram contratados depois de 20 de julho, data máxima determinada pela Fifa para que os reforços pudessem ser incluídos na lista de inscritos.

Geromel também chegou a ser preocupação por causa de lesão no ombro sofrida na decisão da Libertadores. Mas o zagueiro treinou normalmente nos últimos dias, mostrando que estará apto para atuar.

A estreia no Mundial será terça-feira, às 15h (de Brasília), em Al Ain, distante 172 km da capital Abu Dhabi. O adversário sairá do confronto entre o mexicano Pachuca e o marroquino Wydad Casablanca, que se enfrentam sábado, às 11h (de Brasília), em Abu Dhabi.

No mesmo dia e local, só que às 14h30 (de Brasília), o Al Jazira-EAU pega o Urawa Red Diamonds, do Japão, campeão asiático. Os donos da casa chegarão embalados pela vitória de ontem, em jogo de baixo nível técnico e não teve nem 5 mil expectadores.

O primeiro gol do Mundial'2018 foi marcado aos 38min de partida pelo brasileiro Romarinho, que já foi campeão do mundo em 2012, quando defendia o Corinthians. O Auckland City, treinado pelo técnico espanhol Ramón Tribulietx, disputava a competição pela nona vez – um recorde –, a sétima vez consecutiva, mas não poderá igualar sua melhor colocação, o terceiro lugar conquistado em 2014, no Marrocos.

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.