Esportes

COPA 2018 » Foco total Concentrados na decisão com a Croácia, quando lutarão pelo bi, jogadores da França desprezam disputas por prêmios individuais

Publicação: 12/07/2018 04:00

Concentrados na luta pelo bicampeonato mundial, os jogadores da Seleção Francesa não querem que nada os atrapalhe até a finalíssima de domingo, contra a Croácia, no Estádio Luzhniki, em Moscou. Mesmo ainda sob a empolgação da vitória sobre a Bélgica, nas semifinais, o discurso de todos é o mesmo: o objetivo coletivo está acima das conquistas individuais.

Um dos maiores destaques da equipe nesta campanha na Rússia, a joia Kylian Mbappé até fez pouco caso da possibilidade de ser eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa, prêmio anual promovido pela entidade. %u201CAgora, não poderia me importar menos com esse assunto%u201D, disse o jogador de 19 anos, em entrevista à emissora francesa TF1. %u201CEu quero a Copa do Mundo. Quero dormir com isso%u201D, completou Mbappé, que marcou três gols no torneio, em seis partidas.

Mbappé já será eleito o melhor jogador jovem do torneio (prêmio dado ao melhor atleta de até 21 anos), mas também tem chances de ser eleito o craque da Copa. Tudo ainda dependerá, claro, da final de domingo. Seu colega Griezmann e o croata Modric também estão cotados ao prêmio.

Outra questão que não abala os jogadores franceses diz respeito à premiação em caso de título. A Federação Francesa de Futebol (FFF) já declarou que cada atleta embolsaria cerca de 400 mil euros. Alguns jogadores, como o próprio Mbappé, já anunciaram que doarão o prêmio para diferentes associações. %u201CMbappé optou por uma posição pessoal de doar quase a totalidade de seus vencimentos à diversas associações. Outros jogadores se juntaram e os ajudamos um pouco. Cada um é livre para fazer o que quiser, pois não há instruções particulares%u201D indicou Noël Le Graët, presidente da FFF.

O acordo fixado entre os jogadores e a FFF estipula 30% do valor da premiação da Fifa aos atletas. Seriam 9 milhões para serem divididos entre 23 jogadores (30% dos 30 milhões de euros dados ao vencedor). Em caso de derrota, os jogadores recebem valor um pouco menor: 280 mil euros.

Revelado pelo Monaco, onde foi campeão francês, Mbappé foi contratado por empréstimo na última temporada, em manobra do Paris Saint-Germain para não ferir o regulamento de Fair Play Financeiro da Uefa. Acertada em agosto de 2017 para valer um ano depois, a transferência em definitivo foi firmada em 180 milhões de euros (cerca de R$ 668 milhões na cotação da época). Ao lado de Neymar no PSG, Mbappé disputou 44 jogos na última temporada e fez 21 gols. O jogador conquistou os títulos do Campeonato Francês, da Copa da França e da Copa da Liga da França pelo clube de Paris.

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.