Esportes

CRAQUE EM NOVO LAR » Allegri diz que CR7 deixa Juventus mais perto do título da Liga dos Campeões

Publicação: 12/07/2018 04:00

Uma das maiores contratações da história do futebol mundial, a chegada de Cristiano Ronaldo à Juventus foi bastante celebrada pelo técnico da equipe, Massimiliano Allegri, que exaltou a capacidade de seu novo comandado. Para o treinador, com o português o time de Turim fica mais próximo de seu grande objetivo, a conquista da Liga dos Campeões.

“Acho que é muito importante a contratação do Cristiano Ronaldo, um salto de qualidade para todo mundo, para a sociedade e para o ambiente. O objetivo de vencer a Liga dos Campeões sempre esteve aí, certamente a compra do Ronaldo é importante e nos dá mais experiência para chegarmos a isso”, declarou ontem em evento realizado em Bruxelas.

Ronaldo assinou contrato por quatro temporadas e foi anunciado na terça como reforço da Juventus, em negociação que custou 100 milhões de euros (cerca de R$ 450 milhões). A insistência da diretoria e a manobra feita para conquistar um dos grandes jogadores de futebol de todos os tempos deixaram Allegri bastante satisfeito.

“Acredito que o clube e o presidente fizeram algo extraordinário pela Juventus e o futebol italiano. É um valor importante para uma equipe que já fez grandes coisas. Temos adiante um ano importante, como todos os demais, em que teremos que alcançar nossos objetivos.”, completou.

Ronaldo chega à Juventus após nove anos muito vitoriosos no Real, em que conquistou quatro títulos de Liga dos Campeões, entre outros troféus. A competição continental é justamente o grande sonho do clube de Turim, que não a conquista desde a temporada 1995/1996.

GREVE Em meio a um mau humor generalizado do setor automotivo, as ações da Fiat-Chrysler caíam 2,86%, na manhã de ontem. No mercado financeiro, no entanto, especula-se que, no caso da montadora italiana, a desvalorização também estaria relacionada a uma ameaça de greve dos trabalhadores da empresa em protesto contra a contratação de Cristiano Ronaldo pela Juventus.

A paralisação, prevista para ocorrer entre as 22h do próximo domingo e as 18h de terça-feira na fábrica de Melfi, foi convocada pelo sindicato Unione Sindicate di Base sob a alegação de que a transferência do atleta, que envolve altos valores, teria sido intermediada pela fabricante de automóveis, patrocinadora do clube. Num comunicado, a categoria diz que "não é aceitável" que os trabalhadores continuem a se sacrificar economicamente, enquanto a empresa gasta "milhões de euros com um jogador".

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.