Esportes

COPA 2018 » Prontos pra brilhar! Croácia vira na prorrogação, encerra sonho da Inglaterra e faz história ao avançar à final de um Mundial pela primeira vez. Decisão será domingo, contra a França

Paulo Galvão
Enviado especial

Publicação: 12/07/2018 04:00

Moscou - Um time em que os craques são um volante e um meia tem de ter na aplicação tática o principal trunfo. E foi assim, na base da superação e participação efetiva de Modric e Raktic, que a Croácia conseguiu vencer a Inglaterra por 2 a 1, de virada, ontem, no Estádio de Luzhnik, garantindo inédita vaga na final da Copa do Mundo da Rússia – o gol decisivo foi marcado pelo atacante Mandzukic, no início do segundo tempo da prorrogação. Para ampliar a campanha que já é fantástica, os croatas buscarão a vitória contra a França, domingo, às 12h (de Brasília), novamente no principal estádio moscovita. No dia anterior, os ingleses vão a São Petersburgo disputar o terceiro lugar com a Bélgica, às 11h.

A classificação foi muito comemorada pelos croatas, que correram para a torcida, concentrada atrás de um dos gols. Os súditos da Rainha Elizabeth também aplaudiram muito depois do apito final no lado oposto, reconhecendo a dedicação dos jogadores, que não figuravam entre os principais favoritos antes do início da competição e voltou a ficar entre os quatro melhores do planeta depois de 28 anos.

A festa foi bonita desde antes de a bola rolar. Enquanto os croatas entraram no estádio entoando “Inglaterra, desculpe por esta noite”, os ingleses responderam cantando que estavam “no próprio caminho”. E com o gol de Trippier logo aos 5min, cobrando falta, a festa dos súditos da rainha só cresceu.

No embalo dos torcedores, o English Team tratou de ir para cima tentar ampliar. Os croatas só foram ameaçar aos 18min, em chute de Perisic, à direita. Aos 29min, porém, a Inglaterra mostrou mais uma vez quem estava melhor no jogo e por pouco Harry Kane não ampliou, parando no goleiro Subasic e depois na trave. Pickford também teve de trabalhar em chute da entrada da área de Rebic. O jogo ficou aberto e agradável. Aos 35, Delle Alli rolou para Lingard, que teve tempo de escolher o canto, mas mandou para fora.

O segundo tempo começou com os ingleses cantando e os croatas tentando dominar o jogo. Raktic teve duas boas chances de empatar, mas na primeira, mandou para fora e na segunda, em cima da defesa. Mas Perisic foi mais letal e aproveitou cruzamento de Vrsaljko para, se antecipando a Walker, mandar de pé esquerdo para o fundo das redes.

O canto croata, então, sobressaiu. Três minutos depois, em bobeada da zaga da Inglaterra, o próprio Perisc acertou a trave, mostrando uma Inglaterra grogue. Depois, Mandzukic parou em Pickford aos 37min. E Perisic jogou por cima no minuto seguinte, quando o camisa 1 adversário havia saído do gol para socar uma bola.

Demorou até os 41min do segundo tempo, mas o grito de “Rússia, Rússia” mostraram que os torcedores locais queriam mais dos dois times. Quem também apareceu no fim foi o atacante inglês Kane, mas para cabecear para fora.

TRIUNFO A Aos 8min da prorrogação, no que poderia ser o gol da classificação, o inglês Stones cabeceou com segurança, mas Vrsaljko conseguiu tirar quase em cima da linha. Já oito minutos depois Mandzukic saiu cara a cara com Pickford, que conseguiu desviar pela linha de fundo. Mas a 12min do fim da prorrogação, o camisa 17 não perdoou. Aproveitando desatenção da defesa, ele apareceu livre na linha da pequena área para virar o jogo e levar os croatas à loucura.

Os croatas ainda tiveram chance de fazer o terceiro, mas Kramaric mandou para fora. Mas nada que estragasse a festa quadriculada dentro e fora do campo.

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.