Esportes

MAIS UM ESCÂNDALO? » Blatter agora pede para Fifa 'não vender o futebol'

Publicação: 20/11/2018 04:00

A Fifa não deve vender o futebol. A recomendação não é de um grupo de oposição nem de torcedores irritados com a corrupção. Quem faz a sugestão é Joseph Blatter, ex-presidente da entidade e afastado por irregularidades em sua gestão.

"A Fifa não deve vender o futebol e agora cabe aos membros da Fifa intervir", apelou o suíço, denunciado, entre outras coisas, por levar milhões de dólares em bônus e salários como presidente da entidade entre 1998 e 2015.

Suas declarações ocorrem depois que foram revelados supostos planos da administração Gianni Infantino para vender alguns dos maiores eventos do mundo a um consórcio de investigadores ligados à Arábia Saudita. O preço chegaria a US$ 25 bilhões (cerca de R$ 93,8 bilhões).

De acordo com o jornal alemão Sueddeutsche Zeitung, Infantino estaria disposto a vender os direitos do Mundial de Clubes, a Liga das Nações e a Copa do Mundo. O temor dos cartolas é de que, se executado, o plano daria aos investidores o poder de decidir sobre o futuro do futebol.

A Fifa se apressou para dizer que os documentos apresentados pelo jornal eram "desatualizados".

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.