Esportes

AMÉRICA » Coelho de astral renovado para seguir na luta

Ivan Drummond

Publicação: 20/11/2018 04:00

O que uma vitória não faz? No caso do América, o triunfo sobre o Santos serviu para melhorar consideravelmente a situação do time na luta contra o rebaixamento %u2013 está com 37 pontos, na 17ª colocação. Além disso, a chance de cair para a Série B, que era de 91,9%, caiu para 65,5%, segundo cálculo do Departamento de Matemática da UFMG.

Dentro do grupo de jogadores, o astral é outro em relação ao tempo em que Adilson Batista era o treinador. Um dos exemplos disso é que Rafael Moura, artilheiro do time na Série A, com 7 gols, estava sempre de cara fechada, quase não conversava. Mas, a partir da chegada de Givanildo Oliveira, tudo mudou. O jogador é só sorrisos. Treina com afinco e procura sempre orientar os companheiros, seja no CT Lanna Drumond, ou no Independência. No gol que marcou domingo, o primeiro contra o Santos, fez questão de cumprimentar e agradecer ao treinador.

Um jogador que não vinha sendo aproveitado, o atacante Ademir %u2013 sensação da Patrocinense no Campeonato Mineiro, tendo sido o artilheiro da equipe do Alto Paranaíba %u2013 ganhou oportunidade com Givanildo e correspondeu. Foi um dos destaques do Coelho no domingo, tendo mandado uma bola no travessão santista, no primeiro tempo, além de ganhar o duelo contra o lateral-esquerdo Dodô, que parecia desnorteado em campo. Ademir chegou a disputar partidas pelos aspirantes do América durante o comando de Adilson Batista.

Nos bastidores do Coelho, a chegada de Givanildo também trouxe mudanças. Conselheiros, que não eram mais vistos no CT e no Independência, voltaram a aparecer. O presidente Marcus Salum, na apresentação do treinador, disse: %u201CO Givanildo é uma pessoa que é amiga do América. Ele é nosso eterno treinador. Se há alguém capaz de mudar a nossa situação, é ele. Fico triste de dar-lhe uma missão tão difícil. Mas o América sempre teve sucesso com ele. São três títulos: campeão da Série B, em 1997; campeão da C, em 2009; e campeão mineiro em 2016. São 21 anos de convivência. Ele tem a nossa confiança%u201D.

O time se preparara agora para tentar vencer o Palmeiras, que pode ser até campeão antecipadamente. O jogo será amanhã, às 21h45, no Allianz Parque. E o América terá que se superar, já que os números do alviverde fora de casa são péssimos: apenas duas vitórias %u2013 contra Santos e Sport %u2013, além de três empates e 12 derrotas neste Brasileiro.

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.