Esportes

CRUZEIRO » Sem desculpas! Jogadores reconhecem baixo rendimento diante do São Paulo e pedem %u201Cmais entrega%u201D para os três últimos duelos do ano, conta Vitória, Flamengo e Bahia

Paulo Galvão

Publicação: 20/11/2018 04:00

O Cruzeiro continua podendo ser o fiel da balança tanto na parte de cima quanto na parte de baixo da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Se venceu o então ameaçado Corinthians por 1 a 0, na semana passada, e foi derrotado no domingo pelo São Paulo, que luta pelo G4, amanhã receberá o desesperado Vitória, que não vence há seis partidas e ocupa a penúltima posição. Já no domingo, o adversário será o Flamengo, atual vice-líder, também em Belo Horizonte.

Para os jogadores, independentemente da situação do adversário na competição, a equipe celeste tem de entrar em campo com seriedade e buscar os resultados. Nem mesmo o fato de já estar garantida na Copa Libertadores do ano que vem (em função da conquista da Copa do Brasil) e não almejar mais nada no Nacional tira a responsabilidade, segundo eles.

“Não podemos perder esse tipo de jogo (contra o São Paulo), independentemente se ganhamos título ou não, se temos vaga na Libertadores ou não. Time grande contra time grande, tínhamos que jogar um pouquinho melhor”, afirmou o lateral-direito Edílson, que avalia que, com maior concentração, o time celeste poderá vencer os três jogos que faltam para encerrar bem a temporada – o último compromisso, fora de casa, será contra o Bahia, que ocupa o meio da tabela.

Para os próximos jogos, o auxiliar Sidnei Lobo, que continua no comando em função de tratamento de saúde do técnico Mano Menezes, deverá fazer novas alterações na equipe. O atacante Fred, por exemplo, deve voltar a ser titular, a exemplo do que ocorreu na vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians.

Outro que pode reaparecer no time é o meia Rafinha. Devido a desgaste muscular na panturrilha direita, ele não atua desde 24 de outubro, quando participou da derrota por 2 a 0 para o Ceará, no Mineirão. Como já voltou aos treinos, deverá ter chance.

NO PAPO Como não tem tempo para treinar, a preparação do time celeste será mais na base da conversa mesmo. Mas não há problemas, pois praticamente todos os jogadores já tiveram chances de atuar este ano e sabem bem como o time atua, ainda que algumas variações possam ocorrer, como foi contra o São Paulo, quando Sidnei Lobo escalou, durante o segundo tempo, dois atacantes de referência juntos, Sassá e Raniel.

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.