Son Salvador

A LUTA CONTINUA DURA...

Publicação: 18/04/2017 04:00

Roger Machado segue tentando fazer o time do Atlético jogar um futebol competitivo. Tarefa complicada. Depois que ganhou uma Libertadores e a Copa do Brasil, o Atlético se tornou uma equipe de exibição. Um gol bonito aqui, uma jogada bonita no meio de campo e só isso. Até a mística do Independência o Galo está deixando escapar. Já não mete medo.

CHOCOLATE AMARGO
A torcida foi ao Mineirão ver um jogo em que o Atlético entrou como favorito. Dia de chocolate... É bom lembrar que a URT não pode jogar em seu estádio. Nem perto de casa jogou. Veio a Belo Horizonte. Mas o Atlético fez um primeiro tempo que iludiu todo mundo. No segundo, foi um amontoado. E agora dizem que falta um camisa 10. Ora, o clube gasta os tubos para contratar jogadores caros, paga salários altíssimos, mas não contrata a peça principal? Não é bem assim, esperava-se que Robinho fosse o criador, o gênio das jogadas refinadas. Mas, me digam: ele tem jogado? Ele tem entrado em campo?

COELHINHO DA PÁSCOA UMA OVA!!!!
Essa conversa de que o Cruzeiro entrou em campo exausto não cola. nós mesmos elogiamos o elenco azul. Sóbis, por exemplo, não jogou contra o São Paulo. E, pelo jeito, não jogou contra o América. O Cruzeiro comete o erro de ignorar o futebol apresentado pelo time do Enderson Moreira. Muita aplicação, muita vontade.

APLICAÇÃO...
Aos poucos o América, que refez 90% do seu time, vai se reencontrando. Ainda não está pronto para a Série A, mas tem um padrão definido e muita força de marcação.

NOVE NATO

O Cruzeiro repetiu o erro de deixar o Ábila no banco. Abrir mão de um centroavante rompedor numa partida contra um time bem fechado é um absurdo.

EM FRENTE...
Mas, se não ficar pensando em cansaço, se entender que montou elenco para enfrentar a maratona, o time do mister Mano seguirá como favorito.

SANTO
Na Semana Santa o Cruzeiro detonou o São Paulo. O mais estranho é ouvir o Rogério Ceni falar em posse de bola. Me faz lembrar aquele menino riquinho, dono da bola... fica com ela o dia inteiro e, quando cisma, acaba com o jogo e deixa os amigos na bronca. Ele tem a posse de bola, mas não sabe o que fazer com ela....

HERÓI
Esse Felipe Melo tem, como certos super-heróis, sua identidade secreta. Durante os jogos, ele é realmente o Felipe Melo, mas quando dá entrevistas se transforma no Felipe Mala, o ídolo dos que adoram ouvir abobrinhas e outras sandices...

ABSURDO

E no Rio Grande do Sul, o regulamento do Estadual diz que se os jogos finais forem entre Grêmio e Internacional os árbitros terão cachê maior. E o cara que fez o regulamento não foi contestado, árbitros e clubes aceitaram. E ninguém foi preso...

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.