Esportes

ATLÉTICO » Novo Galo em ação Com mudanças em metade da equipe, Alvinegro volta a campo pelo Brasileirão para encarar o Grêmio, em Porto Alegre. Expectativa é grande pela estreia dos recém-contratados

Roger Dias

Publicação: 18/07/2018 04:00

Dos 20 times da Série A do Brasileiro, o Atlético certamente foi a que mais teve mudanças na pausa para a Copa do Mundo. Entre chegadas e saídas em todos os setores, a equipe que volta a campo depois de mais de um mês contra o Grêmio hoje, às 21h45, em Porto Alegre, terá pelo menos cinco novidades para o torcedor. E o objetivo de Thiago Larghi e comissão técnica é que o time possa sentir o mínimo possível as modificações e se adapte às características dos novos contratados.

Uma das estreias será do colombiano Ymmi Chará, de 27 anos, contratado por cerca de R$ 20 milhões. Veloz e dinâmico pelos lados do campo, o atacante é a aposta para que o Galo se dê bem nas jogadas de contra-ataque, marca importante na filosofia de Thiago Larghi.

O colombiano teve a chance de conhecer melhor a equipe nos dois jogos-treinos na Cidade do Galo, contra a Seleção Brasileira Sub-20 e contra o Coimbra. O jogador não conseguiu marcar gol, mas mostrou-se participativo. “Com trabalho, esforço, conhecendo todos os companheiros, vamos atingir os resultados que queremos. É um grupo que estou conhecendo bastante e temos que adaptar rapidamente à característica de jogo. Vamos tentar de fazer o melhor em cada partida”, ressalta o atleta, que herdou a camisa 11 que antes pertencia ao venezuelano Otero (hoje nos Emirados Árabes).

Se Chará jogará pela direita, o argentino Tomás Andrade é o favorito para atuar pelo lado esquerdo, ocupando a vaga deixada por Róger Guedes, vendido ao Shandong Luneng-CHI – o Galo recebeu R$ 13,3 milhões na negociação. Andrade cresceu de produção nos últimos jogos da equipe e ganhou prestígio com Larghi.

Com a ida de Bremer para o Torino e a não-recuperação de Leonardo Silva, a dupla de zaga será formada pela primeira vez por Gabriel e Juninho. No meio-campo, Elias será o substituto de Gustavo Blanco, que passou por cirurgia no joelho esquerdo e só volta a jogar em 2019. O recém-chegado Zé Welison ocupa o posto do também lesionado Adílson.

Um dos mais experientes do grupo, o goleiro Victor, de 35 anos, diz que a missão do grupo é se esforçar para superar as várias mudanças: “É inegável que você sinta a perda do artilheiro do campeonato, que vinha fazendo trabalho magnífico. Mas não há tempo de lamentações. Vamos tentar dar confiança aos mais novos. Foram contratações importantes, os jogadores têm potencial e vão agregar bastante em relação às perdas do Róger e do Blanco, que vinham fazendo boa temporada”.

AUSÊNCIA
O meia Cazares ficou fora da viagem a Porto Alegre. Ele negocia a ida para o futebol árabe por empréstimo e será preservado pela comissão técnica. As conversas não tiveram evolução desde a semana passada, mas tendem a se encaminhar nos próximos dias.

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.