19ºC
24ºC 31mm
Geral

ECONOMIA » dinheiro está chegando Caixa oficializa calendário de liberação dos saques das contas que estão inativas do FGTS até 31 de dezembro de 2015. Agências vão abrir mais cedo para atendimento até sexta e no sábado por cinco horas

Publicação: 15/02/2017 04:00

O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, oficializou ontem o calendário de liberação de recursos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) até 31 de dezembro de 2015. Segundo ele, cerca de 30 milhões de trabalhadores serão contemplados, em operação que envolve 49 milhões de contas e aproximadamente R$ 43 bilhões.

De acordo com a Caixa, o cronograma de saques foi feito com base na data de nascimento do trabalhador. Quem nasceu nos meses de janeiro e fevereiro poderá sacar os recursos a partir de 10 de março; quem nasceu em março, abril e maio, poderá sacar a partir de 10 de abril; os que fazem aniversário em junho, julho e agosto, a partir de 12 maio; os aniversariantes de setembro, outubro e novembro, a partir de 16 de junho; e os que nasceram em dezembro, poderão sacar em 14 de julho.

Occhi afirmou que a Caixa abrirá agências a partir de hoje com duas horas de antecedência até a próxima sexta-feira. Além disso, funcionará por cinco horas aos sábados, para atender ao trabalhador. “É com espírito republicano, de dedicação ao atendimento ao cidadão, que a Caixa vai trabalhar a partir de amanhã (hoje) em todas as suas unidades, disponibilizando um site especificamente para as contas inativas”, acrescentou Occchi.

O trabalhador poderá acessar o site www.caixa.gov.br/contasinativas ou ligar para o 0800-7262017 para conseguir informações.

Redução de multas


O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, afirmou ontem durante evento que é intenção do governo reduzir gradualmente as multas, pagas pelas empresas tendo o fundo como referência, em caso de demissão de funcionários.

“Isso vai melhorar a eficiência da economia, vai reduzir o custo do empresário”, afirmou. Dyogo citou ainda outras ações do governo, como as mudanças nos parâmetros do programa Minha Casa, Minha Vida. “Fizemos, na semana passada, a renovação do programa Minha Casa, Minha Vida. Significa, na prática, juros mais baratos para as famílias”, disse.

Dyogo citou ainda que famílias com dificuldades para pagar prestação de financiamento poderá sacar até o equivalente a 12 prestações do FGTS. Antes, eram três prestações. “Medidas demonstram sensibilidade com a situação do trabalhador. Os trabalhadores começarão a ter acesso a estes recursos e poderão saldar dívidas e voltar a consumir, a dinamizar a economia brasileira”, disse.

O ministro afirmou também que o governo não considera a possibilidade de abrir saques do FGTS para trabalhadores com contas inativas após dezembro de 2015. “Só vale para dezembro de 2015. Isso porque temos tido bastante cuidado com a sustentabilidade do sistema do FGTS”, afirmou, durante entrevista coletiva à imprensa. “Qualquer medida adicional terá que passar por avaliação.”

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.