Cidades

Após abaixo-assinado, prefeito veta que rua em BH se chame ‘Olavo de Carvalho’

mm

Publicado

em

Rua de BH não se chamára 'Olavo de Carvalho' após abaixo-assinado de moradores
Divulgação

Uma mobilização de moradores impediu que uma rua do bairro Alto Caiçaras, Região Noroeste de Belo Horizonte, passasse a se chamar “Rua Professor Olavo de Carvalho”. Devido a um abaixo-assinado enviado à Prefeitura, o veto foi oficializado nesta quinta-feira (27) pelo prefeito Fuad Noman (PSD).

O ex-vereador Uner Augusto (PRTB) foi quem fez a proposta da mudança de nome da via “Rua Um”, em abril deste ano. Embora tenha sido enviado à Câmara, não havia justificativas e um abaixo-assinado de 26 moradores já pediam o veto da proposta.

Além de terem afirmado que o texto foi levado à Câmara “sem conhecimento e nenhuma consulta prévia dos moradores da região”, eles explicaram que a via não tem característica de rua. Isso porque o trecho não tem saída e não é asfaltado, sendo usado apenas por um morador para ter acesso ao seu lote.

“Gostaríamos de ser ouvidos nas decisões de renomeação das ruas que cercam nossos lotes, sugerindo nomes significativos e ligados ao patrimônio histórico da cidade, uma vez que somos descendentes diretos dos precursores da construção de Belo Horizonte”, diz um trecho do documento.

O veto foi oficializado sob a justificativa de que a via não se caracteriza como uma rua e de que a proposta foi “contrária ao interesse público”. O prefeito ainda lembrou da a lei 9.691 de 2009, que estabelece a necessidade de concordância dos moradores de 60%.

Olavo de Carvalho foi um político brasileiro polêmico que morreu em janeiro de 2022. Conhecido por seu conservadorismo, ele influenciou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), além de seus filhos e apoiadores. Carvalho também se apresentava como professor de filosofia.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.