Cidades

Brasileiro mata esposa e enteada no Japão: “Viver sem a mãe seria triste”

Publicado

em

Reprodução Facebook / Polícia japonesa

O brasileiro Anderson Barbosa teria confessado ser o autor de um assassinato que chocou o Japão em 2022, quando uma mulher foi achada morta junto de sua filha, ainda bebê.

De acordo com a emissora RPC, afiliada da TV Globo no Paraná, ele teria confessado o crime brutal em um áudio enviado para um de seus amigos, no Whatsassp e disse que também tirou a vida da criança por que “seria triste” para ela viver sem a mãe.

“Bati na esposa e acabei matando. Sem mãe seria muito triste e acabei matando a filha também”, disse dois dias após elas serem encontradas.

Natural de Londrina, no Paraná, ele está preso no Brasil desde 2023 e responde por homicídio duplamente qualificado. A investigação japonesa acaba de ser concluída e indica Anderson como o culpado.

Para a polícia, o crime aconteceu por medo da esposa pedir o divórcio e ele perder o Certificado de Residência no Japão.

Já para a defesa de Anderson, a investigação japonesa é

“incompleto, sem tradução integral e oficial dos fatos, e não pode servir de base para apontar adequadamente a dinâmica dos fatos”.

Manami Aramaki, de 29 anos, e a filha Lily, de 3 anos, foram encontradas mortas no apartamento onde viviam após o pai de Lily não conseguir contato com ela por dois dias seguidos.

As mortes teriam acontecido entre os dias 20 e 21 de agosto de 2022 e elas foram encontradas no dia 24 do mesmo mês.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.