Cidades

Duda Salabert quer evitar circo na CPMI: “Fui a primeira parlamentar a pedir”

Publicado

em

Divulgação

A deputada federal Duda Salabert (PDT) é até o momento a única parlamentar mineira confirmada na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) aberta para apurar os atos de vandalismo do dia 8 de janeiro.

Ela falou com o Jornal Aqui e disse que é uma defensora das investigações desde que os atos aconteceram:

“Fui a primeira parlamentar a pedir publicamente a instalação da CPMI. No próprio dia 9 de janeiro anunciei isso em minhas redes sociais”.

Para Duda, é fundamental que se investigue os ataques, para garantir e fortalecer o estado democrático no Brasil:

“O atentado contra os poderes foi um grave ataque à democracia. A vitória de Lula nas urnas materializa o desejo popular pelo fortalecimento da democracia no país . Nesse sentido, a cpmi está em sintonia com os anseios do povo, uma vez que ela buscará encontrar e punir pessoas que são ameaças à democracia no Brasil”.

Não quer saber de circo

Com vários nomes polêmicos, como Damares e os filhos do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) compondo a comissão, há o risco de tudo se transformar em um grande circo, com parlamentares competindo para performar e aparecer um mais do que os outros.

Duda diz que quer ir no sentido contrário: “Trabalharei para que a CPMI não se transforme em um circo ou seja um palco para fakenews em busca de likes em redes sociais. Esse trabalho precisa ser sério e firme”.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.