Cidades

Estudante de Belo Horizonte denuncia Burger King por pão mofado em lanche

mm

Publicado

em

Reprodução / Redes Sociais

Uma estudante de 23 anos de Belo Horizonte, Melissa, denunciou ter recebido um lanche com o pão mofado do Burger King. Melissa relatou que só percebeu a má qualidade do produto depois de consumir um sanduíche inteiro e metade de um segundo. Ela adquiriu os hambúrgueres em promoção na unidade do Oiapoque, no Centro de Belo Horizonte.

“Pedi o combo de dois por R$ 25. Comi um na loja e trouxe o outro para comer em casa. Na metade do lanche, percebi vários pontos verdes no fundo do pão e constatei que estava mofado. Meu estômago começou a embrulhar de nervoso, fiquei assustada”, relatou ela ao site BHAZ.

Imediatamente, a estudante publicou seu desabafo no Twitter/X, pedindo esclarecimentos à empresa. O post rapidamente viralizou, alcançando mais de 7,5 milhões de visualizações.

“Assim que fiz a postagem, advogados entraram em contato comigo e decidi que vou entrar com um processo por danos morais. O único posicionamento da empresa, até o momento, foi que iriam estornar o valor pago, mas não acho que seja suficiente porque colocaram minha saúde em risco”, acrescentou Melissa.

Após consumir o lanche estragado, Melissa tomou um antiácido e uma água com limão para prevenir uma possível intoxicação alimentar. Até o momento, ela não recebeu o reembolso prometido pela empresa.

“Além do que aconteceu comigo, também fiquei assustada com os relatos que recebi de outras pessoas que passaram por situações semelhantes”, afirmou a estudante.

Posicionamento do Burger King

Em nota, o Burger King afirmou que “segue todas as normas de segurança dos alimentos, adotando as melhores práticas para colaboradores e consumidores, incluindo rotas de inspeção constantes”.

Sobre o caso específico de Melissa, a empresa informou que está acompanhando a situação por meio do rastreamento do lote específico e realizando o descarte de todos os insumos que possam representar algum risco aos consumidores.

A empresa também declarou estar em contato com a consumidora. “Todos nossos produtos são rotulados com etiquetas de vencimento primária e secundária, e reforçamos que nossa maior preocupação e cuidado é garantir a segurança sanitária dos insumos”, diz outro trecho da nota.