Cidades

Jovem de 22 anos é queimada viva na BR 040, na Grande BH

Jovem foi encontrada nas margens da BR 040 na madrugada desta terça-feira, queimada viva.

Publicado

em

Foto: Reprodução/Facebook

A jovem Layze Stephanie Gonzaga Ramalho da Silva, de apenas 22 anos foi encontrada morta na madrugada desta terça-feira, 20, pela Polícia Militar, às margens da rodovia BR-040, na altura de Pedro Leopoldo, na Grande BH.

A jovem apresentou para a família, segundo a Globo Minas, um homem dizendo que era seu namorado no último dia 11, durante a celebração do Carnaval na capital mineira.

No dia seguinte, porém, tudo teria virado um pesadelo quando a família começou a receber mensagens de áudio com ameaças e um pedido de R$ 30 mil reais de resgate para terem a moça de volta.

“Durante o domingo e segunda-feira, foram vários áudios, ligações de vídeo, inclusive em uma das ligações, a família conseguiu tirar um print, que inclusive facilitou a identificação do autor. A jovem já aparecia com o rosto muito machucado. Ele havia exigido a todo momento, uma quantia de R$ 30 mil, que segundo esse indivíduo preso, seria uma dívida dela com os traficantes”, disse o sargento Ismar Governo à emissora.

Por volta das 22h desta segunda-feira, 19h, um caminhoneiro encontrou um corpo em chamas pedindo socorro nas margens da rodovia 040.

Ele então acionou a Polícia Militar, que se deslocou ao local. Ela foi socorrida ao Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, com 80% do corpo queimado, mas morreu no hospital.

Enquanto ainda estava consciente, ela deu informações para os militares com nomes e endereços dos criminosos que lhe torturaram.

A Polícia usou a chave pix que os criminosos enviaram para a família pedindo o resgate para rastrear uma mulher que disse que foi obrigada a passar seu chave para que os criminosos usassem.

A Polícia conseguiu rastrear o carro usado para deixar a jovem na rodovia e chegou a um suspeito, que foi preso. Ele não teve o nome revelado.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.