Cidades

Médicos ganharam de farmacêuticas R$ 2,7 milhões em jantares em BH

Publicado

em

Natalia Gdovskaia/Getty Images

Uma reportagem do site Uol mostrou nesta quarta-feira, 20, uma lista de médicos de Minas Gerais que ganharam milhões de reais em presentes, viagens para congressos no exterior e até jantares chiques nos melhores restaurantes de Belo Horizonte.

Segundo o site, Minas é o único estado do país que permite que estes dados sejam expostos por que uma Lei aprovada em 2017 obriga que as farmacêuticas divulguem quanto gastaram e com qual médico gastaram.

O intuito é impedir um conflito de interesse. Ou seja, que os profissionais da saúde indiquem certos medicamentos ou produtos de uma fabricante por que recebem benefícios dela.

Uma das fabricantes citadas na matéria, levou 21 médicos de MG para um congresso realizado em Nova York, nos Estados Unidos. O evento foi todo em português e para brasileiros. Segundo pessoas ouvidas pela reportagem, quanto mais os médicos aplicam medicamentos da fabricante, maior a chance de serem convidados para viagens internacionais.

Três grande fabricantes, AstraZeneca, Pfizer e Janssen, gastaram R$ 2 milhões desde 2017 só pagando jantares chiques para os médicos em restaurantes de Belo Horizonte.

Fidelidade a marca

Um dos ortopedistas citados atende em BH em recebeu R$ 2,7 milhões de uma fabricante de parafusos para cirurgia, para realizar palestras para ela.

Ele só usa peças fabricadas pela empresa em suas cirurgias e quando o plano de saúde não cobre, faz um laudo para que seja obrigado a cobrir a peça da fabricante.

nos outros estados do Brasil é impossível saber quanto as farmacêuticas gastam em brindes e presentes para os médicos.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.