Cidades

“O vovô te perdoa”, diz avô que pulou de apartamento incendiado pela neta em MG

Publicado

em

Reprodução

O avô de uma criança de 11 anos que incendiou o apartamento dos pais dos genitores depois de ser proibida de mexer no celular por estar, supostamente, acessando conteúdos sobre “bruxaria”, decidiu perdoar a neta.

Em entrevista ao Jornal O Globo, o avô, que não teve o nome revelado, disse que desde um ano e meio ela faz tratamento para bipolaridade e que a criança está sendo massacrada na internet sem que as pessoas saibam a sua real condição.

“Com um ano e meio, ela pegou cocô e saiu espalhando na própria roupa, na televisão, na cama. Isso não era normal”, disse ao periódico.

Ele conta que a família aprendeu a conviver com as variações de humor da menina desde cedo e que infelizmente sua doença não tem cura:

“Ela oscila, às vezes tá muito calada, outras horas muito falante, às vezes triste, outras muita alegre. Ela toma medicação para controlar (os sintomas) desde muito pequena, mas não tem cura, infelizmente”.

Ele ainda lamentou as críticas pesadas que ela vem sofrendo na internet: “Na internet, tem 36 milhões de pessoas massacrando minha neta, e ninguém para ajudar”.

O avô que cria a neta junto da esposa para que a filha, separada do pai da criança, possa trabalhar, disse perdoar a atitude:

“Eu só disse que ela não tem culpa de nada, falei: ‘o vovô te perdoa'”

O que aconteceu

No último sábado, 14, um homem de 70 anos e sua mulher, de 53, precisaram pular da janela do apartamento em chamas após a neta de 11 anos colocar fogo no sofá da casa, sair e trancá-los dentro.

O crime aconteceu na cidade de Patos de Minas, no Alto Paranaíba, interior de Minas Gerais.