Cidades

PF investiga youtuber de BH que “mostra” falha para viajar de graça em Confins

Publicado

em

Reprodução

O influenciador Bruno Campos, com uma base de seguidores de 7 milhões nas redes sociais, está sendo alvo de uma investigação após divulgar um vídeo em seu canal do Youtube, no qual aponta possíveis falhas de segurança no Aeroporto Internacional de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo ele, essas falhas permitiriam que as pessoas viajassem de graça simplesmente passando por um suposto ponto cego perto de uma das escadas do aeroporto.

No vídeo, Bruno simula o passo a passo para viajar sem pagar para outro estado. Ele afirma que existe uma passagem secreta próxima a uma escada que dá acesso à área de embarque, sem ser impedido pelos seguranças. A Polícia Federal informou ao G1 que está investigando o caso.

O influenciador também mostra que teria conseguido acessar o corredor que leva ao avião sem ser barrado por ninguém. Ele então se senta na última cadeira da aeronave, que aparentemente não estava ocupada por nenhum outro passageiro.

O que diz a BH Airport

A BH Airport, administradora do Aeroporto Internacional de Confins, afirmou que o caso se trata de uma fake news e que a suposta falha apresentada pelo Youtuber não existe no aeroporto.

A administradora acionou imediatamente as autoridades competentes, de responsabilidade da Polícia Federal, para que fossem tomadas as medidas cabíveis em relação aos crimes contra aviação civil e apologia ao crime e estelionato.

A concessionária ressaltou que mais de 1.500 câmeras de segurança monitoram 24 horas por dia todas as áreas do aeroporto, incluindo os acessos e os pátios de estacionamento.

O que diz o influenciador

O influenciador se manifestou por meio de uma nota de esclarecimento publicada em seu perfil do Instagram na noite de quarta-feira (22). De acordo com a defesa de Bruno Campos, ele ainda não teria recebido nenhuma notificação sobre a investigação conduzida pela Polícia Federal.

A defesa ressalta que Bruno é conhecido na internet pelo público infantojuvenil e produz vídeos de humor e entretenimento, através da encenação de histórias fictícias.

Segundo os advogados, ao final do vídeo, Bruno diz que “com minhas habilidades ninjas e com a minha invisibilidade, eu consegui passar por tudo”, deixando claro o caráter fictício das cenas.

Os advogados também explicam que o influenciador realizou a viagem com passagens compradas legalmente e gravou nos corredores de amplo acesso apenas com o objetivo de entreter seu público com essas encenações.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.