Cidades

Síndica é ofendida na Grande BH: “Bato na sua cara, negra doida”

Publicado

em

Reprodução - X

A síndica de um condomínio localizado em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, denunciou ter sido vítima de racismo após tentar aplicar uma multa em uma moradora. O caso ocorreu nesta quinta-feira (28) e foi registrado em vídeos que mostram a agressão física e ofensas verbais dirigidas à síndica, Janaína Cunha, de 45 anos.

De acordo com o relato da síndica, as regras do condomínio proíbem animais sem coleira, por questões de segurança. No entanto, uma moradora teria desrespeitado essa norma e seu cão atacou o animal de estimação de outra vizinha. As câmeras do prédio confirmaram o incidente.

Seguindo as normas internas do condomínio, a penalidade para esse tipo de infração é a aplicação de multa. No entanto, segundo Janaína, o casal responsável pelo cão agressor se recusou a aceitar a repreensão e ameaçou processar o condomínio.

Após a aplicação da multa, os tutores do animal foram a um bar e retornaram proferindo insultos. “O marido dela gritou muito comigo e ela também voltou. Eu estava na guarita olhando meu celular e não respondi para não agravar a situação. Ela disse que eu estava debochando e que conhecia bandidos e policiais. Entrou na minha guarita e me agrediu lá dentro. Fui para frente das câmeras”, relatou Janaína Cunha.

A síndica pretende realizar exames para comprovar as agressões físicas sofridas e planeja processar a moradora agressora. Ela expressou sua preocupação com suas duas filhas, afirmando que lutará para que elas não sejam alvo de racismo.

Posicionamento da Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais informou que a ocorrência foi atendida e registrada pela Polícia Militar na noite desta quinta-feira (28) em um condomínio residencial em Vespasiano. Até o momento, nenhuma das partes envolvidas foi encaminhada à delegacia de plantão. A Polícia Civil irá investigar o caso.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.