Entretenimento

Deborah Secco esclarece casamento não “tão fechado” com o marido

mm

Publicado

em

Deborah Secco revelou detalhes da vida íntima com o marido Hugo Moura
Reprodução/Instagram

A atriz Deborah Secco, de 43 anos, participou do PodDelas na última terça-feira (06) e revelou detalhes de sua sexualidade e de sua vida íntima com o marido Hugo Moura. Ao deixar claro que seu casamento não é aberto, ela esclareceu que eles tem alguns acordos para não deixar a relação esfriar.

Eles são casados há oito anos e tiveram a pequena Maria, de 7 anos. Revelando um ambiente de liberdade em seu relacionamento, a atriz contou que tem alguns lembretes na agenda para não esquecer de transar: “Me faz bem. É preguiça, só é difícil para começar”.

Deborah Secco também contou que seu casamento não segue um “modelo tão fechado” mas não é aberto e sim regado de acordos. “Tenho um casamento num modelo não tão fechado. Também não é um casamento aberto, mas negociado”, disse.

“Meu marido é o meu melhor amigo, meu grande parceiro e sabe tudo sobre mim. Cada situação que a gente encontrar na nossa caminhada, a gente vai conversar e se resolver”, acrescentou ela, detalhando que faz questão de usar métodos que a lembrem de reviver a intimidade do casal.
“Eu boto lá [na agenda] às vezes para não deixar de transar porque isso me faz bem. Só é difícil para começar”.

A atriz também revelou que embora a filha ainda tenha 7 anos, ela quer transmitir uma sensação de confiança e liberdade para que possa escutar suas dúvidas. Crescendo em um ambiente de restrição quanto a discussões sobre feminismo e sexualidade, Deborah Secco afirmou que não mantém o tema como tabu.

“Eu não quero que minha filha passe por isso. Eu não quero que ela precise mentir, se submeter e acatar para satisfazer um cara. Eu quero que ela tenha tanto prazer quanto o cara. O sexo é de dois, não é de um. E durante muitos anos pra mim foi de um. Eu ia lá, deitava, fingia e ia embora, e ninguém fala disso”, disse a atriz.

“O início da construção da minha sexualidade foi toda solitária, porque eu não tinha com quem falar. Eu tinha vergonha de falar com a minha mãe. Isso porque eu comecei a me masturbar cedo”, contou.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.