Esportes

Atlético está esperando a poeira abaixar para fazer anúncio para a torcida

Publicado

em

foto: Pedro Souza/Atlético

O Atlético está ansioso para continuar vendendo o “manto da massa”, camisa que se tornou um grande case comercial do time, mas que desde metade do ano passado tem virado notícias ruins por causa do longo tempo de atraso enfrentado pelos torcedores para receber o produto em casa.

A demora foi tanta quem em janeiro cerca de 13 mil camisas ainda precisavam sem entregues o causou problemas como o de torcedores que compraram para presentear o namorado ou namorada e terminaram o relacionamento antes da entrega do presente.

Agora o Galo está doido para fazer a nova edição, mas quer que a poeira baixe um pouco para não sofrer uma onda de críticas na internet.

A avaliação, porém, é que esperar tempo demais pode fazer a onda e o embalo passarem. As vendas aumentaram ano a ano porque criou-se uma sensação de que todo torcedor queria um “manto” e que ficaria sem se não comprasse logo.

Todo esse problema pode fazer o time voltar para o passo 1.

Adidas não vai produzir o manto da massa

Desde o meio do ano passado a Adidas é a fornecedora oficial do Atlético, mas avisou ao time e aos torcedores que não tem a intenção de produzir as camisas, o que colocou o time em uma posição de ter de procurar um novo fornecedor.

Fatura mais do que com o Brasileirão

Em sétimo lugar no ano passado, o Galo ganhou mais dinheiro com a venda do manto da massa no ano passado do que com a premiação do Brasileirão, que ficou em R$ 31,5 milhões.

Com 140 mil camisas vendidas, a preços iniciais de R$ 289,00, foi um faturamento de pelo menos R$ 40,4 milhões. Deste valor, porém, ainda precisa ser retirado os custos de produção e entrega.

Publicidade
Publicidade
Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.