Esportes

Colega de Hulk conta bebedeiras e noitadas dele: “Não se cuidava”

mm

Publicado

em

Atacante Hulk, atualmente no Atlético, foi companheiro de Walter no Porto
Reprodução

O atual centroavante do Pelotas-RS, Walter, relembrou histórias com o atacante Hulk, do Atlético, na época em que eles jogaram juntos, no Porto. Em entrevista recente ao canal do jornalista Duda Garbi, o jogador também fez diversos elogios a um dos líderes atuais do clube mineiro e que tem se destacado desde que chegou.

Walter revelou que os brasileiros gostavam de uma festa e que Hulk geralmente era quem organizava as noites pós jogo. “Ele come (igual a mim) e gosta de um danone. Tinha vez que a gente jogava em um sábado, e o jogo lá em Portugal acabava umas 19h, 20h, e ele chamava a gente para ir lá na casa dele. Cara, só terminava domingo de madrugada. E tomando. Eu falo que tem que ter um tonel. Aí pronto”, contou.

Além disso, o jogador disse que Hulk abusava das bebidas e não tinha cuidados que tem agora. Eles atuaram juntos nos anos de 2010 e 2011, quando o paraibano era o principal jogador da liga portuguesa.

“No domingo era foda, bebida até meia noite, e segunda, ele treinava. Vinha com uma barriguinha desse tamanhozinho. Aí em um dia, dois dias, ela já diminuía, porque ele soa muito. Em um, dois dias, ele perdia o que ganhava de danone. É um cara que antes não se cuidava tanto quanto agora. Mas é um cara que sempre gostou de trabalhar”, continuou Walter.

Acompanhando o sucesso atual de Hulk, o jogador do Pelotas que durante a carreira sofreu com o sobrepeso, citou algumas das características reconhecendo a qualidade técnica do ex-colega de clube.

“Ele foi escolhido oito vezes o melhor do mês. Ele era muito acima. Aí ele foi para o Zenit. E podia ir para a Europa. Ele é muito rápido, canhoto, chuta muito forte. Ele é absurdo, tem uma explosão… Mas treina demais”, disse.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.