Esportes

Paulinho revela que era tricolor e comenta resultado do jogo: “Serve de aprendizado”

mm

Publicado

em

Pedro Souza / Atlético

O atacante Paulinho, jogador do Atlético-MG, concedeu uma entrevista aos canais ESPN Brasil revelando suas origens como torcedor do Fluminense na infância e falando sobre sua experiência na final da Libertadores de 2008.

“Eu era tricolor. Eu já sabia muito bem como é esse clima de Libertadores. Eu já fui numa final como torcedor. Sei o quão decepcionante foi no dia. É aquilo, a gente fica com aquela chama acesa no nosso corpo, né? Sonhando bastante, querendo viver esse momento. Mas, claro, querendo sair vencedor”, compartilhou Paulinho.

Mesmo com sua trajetória no Atlético-MG, Paulinho não esquece suas raízes no futebol e a emoção de ser torcedor. 

Atlético perde os 100% de aproveitamento

Logo após o jogo do Galo na Libertadores nesta terça-feira (14), o jogador comentou a derrota por 2 a 0 para o Peñarol, ressaltando a importância do aprendizado e reconhecendo a superioridade do adversário.

“A gente tinha que impor nosso jogo, tudo aquilo que a gente vem trabalhando, tudo aquilo que a gente vem fazendo, mas a gente acabou entrando na euforia do time adversário. Não tivemos paciência e calma que a gente estava tendo nos outros jogos de ter a bola, rodar a bola, de fazer com que o adversário saia… A gente sofreu. Serve de aprendizado para não acontecer mais nos próximos jogos”, analisou o camisa 10.

Apesar da derrota na Libertadores, o Atlético-MG já está classificado para as oitavas de final do torneio. O próximo desafio da equipe será pelo Campeonato Brasileiro, enfrentando o Bahia na Arena MRV no domingo (19). Enquanto isso, o Fluminense entra em campo nesta quinta-feira (16), às 19h (de Brasília), contra o Cerro Porteño (PAR), no Maracanã.

Publicidade
Publicidade
Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.