Esportes

Galvão Bueno é vítima de fake news com inteligência artificial

Publicado

em

Divulgação - Globo

O narrador esportivo, Galvão Bueno, foi vítima de uma prática nefasta: o uso indevido de sua voz por meio de um sistema conhecido como deep voice.

Através dessa tecnologia de inteligência artificial, a voz do locutor foi manipulada e utilizada para narrar uma notícia falsa que circula pela internet.

No vídeo em questão, supostamente atribuído a Galvão Bueno, é mencionado que Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), estaria desesperado diante da possibilidade de sofrer punições por parte da Fifa. No entanto, trata-se de uma informação completamente inverídica.

Indignado com essa situação, Galvão Bueno recorreu às suas redes sociais para expor o ocorrido.

“É triste e muito perigoso ver do que pessoas sem caráter e sem nível são capazes”, lamentou o narrador em seu vídeo. Segundo ele, foi criado um conteúdo falso utilizando sua voz para abordar uma antiga disputa contra a CBF. Galvão Bueno enfatizou que nunca proferiu as palavras presentes no vídeo manipulado e repudiou veementemente essa prática criminosa.

“Quero deixar muito claro que nego, com todas as forças, que seja minha voz gravada e que eu tenha falado essas coisas”, acrescentou o renomado locutor esportivo, que também foi funcionário da Globo.

No trecho do vídeo em que a voz manipulada por deep voice é utilizada, é possível ouvir uma voz semelhante à de Galvão Bueno dizendo: “Ednaldo, o Edinóquio, está desesperado. Inventou que a Fifa pode punir a CBF e os times brasileiros por interferência”.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.