Esportes

“Já fui treinador dos dois”: Cuca comenta prisões de Daniel Alves e Robinho

Publicado

em

Imagens de divulgação - Montagem do Jornal Aqui

O ex-treinador do Atlético-MG, Cuca, e atual comandante do Athletico Paranaense, voltou a ser questionado sobre os processos de estupro de dois dos maiores jogadores de futebol brasileiros, em campo, Robinho e Daniel Alves, que viram o brilho profissional sumir após suas condenações.

Apesar de dizer que não se sente confortável para comentar os casos, eles disse que o silêncio seria uma forma de covardia:

+ Aqui: Gabigol aceita trocar Flamengo pelo Palmeiras, mas pede milhões

“Meu processo foi anulado, mas nem por isso – ou muito menos por isso – me sinto à vontade em comentar esse tema. No entanto, nas minhas reflexões, e durante minha última coletiva, eu disse, e continuo dizendo, que o silêncio é uma forma de covardia”

Ele então citou que já foi treinador de ambos e que dentro de campo, eram profissionais de alta capacidade técnica:

“Robinho e Daniel Alves foram jogadores de máxima excelência. Eu os admirei em campo. Atleticamente, foram grandes. Já fui treinador dos dois”.

Para Cuca, hoje a ele cabe a posição de falar sobre o assunto e servir como uma voz de educação para as futuras gerações de atletas:

“No campo moral, o jogo é outro. Nesse campo moral, me restou o que entendo como um privilégio, que é o de poder buscar alguma forma de ajudar na transformação. Como? Falando sobre o assunto, me educando, buscando e propondo informação e conhecimento, criando e participando de ações efetivas fora e dentro do campo”.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.