Conecte-se conosco

Justiça

30 pessoas são condenadas por organização criminosa e tráfico; penas ultrapassam os 160 anos

Os condenados faziam parte de uma das maiores quadrilhas de tráfico interestadual de drogas do país e atuavam também no RJ e em SP.

Publicado

em

Apreensão feita em uma das operações da investigação - FOTO: Reprodução

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) obteve a condenação de 30 pessoas presas pela operação Saxa Montis, que aconteceu em julho de 2021. O julgamento terminou na última segunda-feira (27). Os presos foram condenados por organização criminosa, lavagem de dinheiro e tráfico de drogas. 

Segundo as investigações, os criminosos vendiam drogas em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. A quadrilha era dividida por funções e hierarquia e eles agiam de forma ordenada. Além do tráfico de drogas, outros crimes relacionados também eram praticados, como lavagem e ocultação de bens e valores, além do financiamento para aquisição e transporte e distribuição de drogas em grande quantidade. 

Durante os sete meses de investigações foram realizadas seis apreensões de carregamento de pasta base de cocaína, totalizando mais de 1.2 toneladas que seriam distribuídas.

Grande parte da droga armazenada pela quadrilha era guardada em um sítio em Jaboticatubas. 

Os principais membros da quadrilha foram condenados por tráfico, associação para o tráfico e organização criminosa, com a pena podendo chegar a até 162 anos de prisão. Outros membros foram condenados a penas entre 4 e 20 anos.

Continue lendo
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments