Conecte-se conosco

Notícias

Dupla é presa após assaltar motorista de aplicativo em Contagem, na Grande BH

Vítima foi abordada no bairro Retiro, e os suspeitos foram detidos, após perseguição policial, no bairro São Joaquim

Publicado

em

Carro roubado foi encaminhado para o pátio credenciado do Detran | Foto: Divulgação / PMMG

Dois homens, de 22 e 27 anos, foram presos na madrugada desta quarta-feira (22) após assaltarem um motorista de aplicativo em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. A vítima, de 39 anos, foi abordada no bairro Retiro, onde teve celular, documentos e o carro que dirigia, um Ford Ká branco, levados. Os suspeitos foram presos no bairro São Joaquim, após perseguição policial.

Conforme informações do boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), por volta de 1h desta quarta, a vítima recebeu uma corrida no bairro Trevo, região da Pampulha, em Belo Horizonte, com destino ao bairro Nova Contagem. A chamada foi solicitada pelo perfil de uma mulher, contudo os dois suspeitos embarcaram.

Quando o carro passava pelo bairro Retiro, os criminosos anunciaram o assalto. Um deles colocou uma faca no pescoço da vítima e ordenou que ele parasse o veículo. O motorista foi ordenado a sair do carro, e, em seguida, os assaltantes fugiram.

A vítima encontrou uma venda próxima onde conseguiu acionar a PM. De posse das informações, os militares localizaram o veículo. Os criminosos tentaram fugir, e houve perseguição policial.

Os policiais conseguiram alcançar o veículo no bairro São Joaquim. Eles estavam com uma réplica de arma de fogo. Ainda conforme o boletim de ocorrência, durante a fuga, eles jogaram a faca usada no crime pela janela. Ambos foram levados à delegacia e estão à disposição da Justiça.

O veículo foi apreendido para o pátio credenciado do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Medo ronda motoristas

Quem tem de sobreviver percorrendo as ruas na Grande BH convive com o mesmo drama. O medo e a insegurança são sentimentos comuns entre aqueles que dirigem por aplicativo. Apesar de nunca ter sido assaltada, Greice Tavares, de 30 anos, relata ter enfrentado situações perigosas no dia a dia. “Há seis anos eu ando no aplicativo e nunca fui assaltada. Em pelo menos quatro vezes, eu suspeitei de assalto e não peguei o cliente. Passei direto”.

Desde então, ela passou a ter mais cuidado na hora de dirigir: “Não deixo de rodar, mas tenho minhas estratégias para prevenir esse tipo de assalto. Evito a madrugada e dirijo no máximo até meia-noite”.

Ítalo Rocha, de 25, também passou a ser mais cauteloso ao trabalhar. ‘Evito algumas regiões, corridas suspeitas. Se alguém que pede a corrida é mulher e chego e vejo dois homens, não costumo parar. Evito horários na madrugada. Tem alguns lugares com maior índice de roubo”

Ele afirma que os aglomerados podem ser até mesmo mais seguros do que locais na região Centro-Sul: “Alguns bairros mais ricos podem ser até mais perigosos que favelas. Os bandidos saem de um bairro para ir assaltar em outros”.

Continue lendo
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments