Notícias

Polícia Civil indicia funcionário que furtou R$ 600 mil de empresa

Homem foi indiciado por furto qualificado e fraude. A pena pode chegar a oito anos de prisão.

Publicado

em

Foto: Google Street View

A Polícia Civil de Minas Gerais concluiu um inquérito sobre o caso de um funcionário que teria furtado mais de R$ 600 mil de uma grande empresa nacional de prestação de serviços.

De acordo com as investigações, o homem de 39 anos teria subtraído o valor da empresa no período entre 2016 e 2021. Ele aproveitava de seu cargo como analista administrativo financeiro da empresa para facilitar o crime.

O homem agia duplicando algumas operações financeiras da empresa, como pagamentos de verbas a outros funcionários, de forma que lançava no sistema interno de gestão financeira, a mesma operação para o empregado ao qual o pagamento era devido. Ao mesmo tempo, ele realizava o pagamento da quantia idêntica em seu favor, assim, duplicando o pagamento. O dinheiro ia diretamente para sua conta pessoal.

Segundo a Polícia Civil, o homem teria repetido essa operação mais de 160 vezes.

A investigação foi coordenada pela equipe da 3ª Delegacia de Polícia Civil Centro, de Belo Horizonte. O suspeito foi indiciado por furto qualificado pelo abuso de confiança e fraude. A pena pode chegar a oito anos de prisão.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.