Conecte-se conosco

Notícias

Programa de prevenção às drogas é aplicado em Minas Gerais

O programa não é voltado somente à prevenção do uso de drogas. Os jovens aprendem habilidades para melhorar a comunicação, como evitar situações de risco, como evitar o bulling, dentre outros aspectos importantes para a vida em sociedade

Publicado

em

Alunos dos ensinos infantil e fundamental aprendem lições sobre como se manter longe das drogas, dentre outras. | Foto: Divulgação PMMG

“O Proerd não está em nossas vidas por acaso. Não é algo incomum, nem é brincadeira. A realidade vai bater em nossa cara muitas vezes. Vamos perder as contas de quantas vezes seremos levados a fazer a coisa errada. Pessoas más vão tentar nos levar para o caminho errado e, por meio do Proerd eu e meus colegas tivemos a chance de saber que nem todas as pessoas querem o nosso bem e que é preciso enfrentar os perigos”. Essas são palavras de Eduarda Fildes, de 12 anos.

A pré adolescente está no 7º ano do ensino fundamental e teve contato com o Programa Educacional de Resistência às Drogas – Proerd, no ano passado, quando cursava o 6º ano. Ela afirma que, por meio do Proerd, teve a oportunidade de saber como de fato a vida é fora da segurança do lar.

“Aprendi que os jovens pensam que o mundo não é tão ruim, porque somos ingênuos. No Proerd vemos situações que abrem a nossa mente, porque vemos as coisas de forma ampla e o quanto o mundo é perigoso. A gente aprende como recusar coisas erradas, como tomar uma decisão, como nos comportar. Não é somente aprender sobre como recusar drogas. São lições de vida que levamos para a vida inteira”, concluiu a jovem.

Como funciona o Proerd

O Proerd é uma iniciativa da Polícia Militar de Minas Gerais, com base no Projeto Drug Abuse Resistance Education (DARE), implantado, inicialmente, em Los Angeles/EUA, no ano de 1983. Atualmente está em mais de 58 países, tem por objetivo prevenir o uso indevido de drogas e combater a violência entre jovens.

De acordo com o Tenente Daniel Magalhães, coordenador do Proerd na 10ª Região da PMMG, em Patos de Minas, o programa é desenvolvido em parceria com as escolas das redes estadual, municipal e particular. “Os professores e instrutores do Proerd aplicam 10 lições às crianças e adolescentes que estejam cursando, respectivamente, as 4ª, 5ª, 6ª e 7ª séries do ensino fundamental, em encontros semanais, ao longo de um semestre letivo. Crianças da educação infantil também tem acesso ao programa. As aulas são ministradas por policiais militares fardados que, orientados por manuais específicos, ensinam às crianças e adolescentes sobre como reforçar a autoestima, lidar com as tensões, resistir às pressões do ambiente, além de aprimorar o espírito de cidadania”, explica.

O Proerd está em vários municípios mineiros e é aplicado em escolas das áreas urbanas e rurais. Ainda conforme Magalhães, o Proerd não é somente um programa de prevenção às drogas. “Os jovens aprendem habilidades para melhorar a comunicação, como evitar situações de risco, como evitar o bulling. Aprendem sobre a importância de ouvir e respeitar as pessoas e estabelecer redes de ajuda, visando que o jovem seja um bom cidadão para a sociedade”, detalha.

Ao final é realizada uma solenidade de formatura com as presenças dos pais, dos diretores/professores e de representantes da comunidade, oportunidade em que os alunos recebem um certificado de participação e se comprometem a ficar longe das drogas e da violência.

Ontem alunos, hoje policiais militares

Esta semana, a 10ª Região de Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) apresentou mais uma prova da eficácia do Proerd. Conforme levantamento realizado pelos professores responsáveis pela disciplina e demais instrutores lotados na sede do 15° Batalhão, dos 28 policiais militares aprovados recentemente no concurso da PMMG, 22 foram alunos do Proerd.

Dos 28 aprendizes da Escola de Formação de Soldados da PMMG em Patos de Minas, 22 foram alunos do Proerd

A informação foi divulgada na sede da 10ª RPM, em Patos de Minas/MG, durante o encerramento das aulas presenciais da disciplina de Direitos Humanos.

O soldado Gustavo Pereira Fonseca, aluno da Escola de Formação de Soldados (EFSd) da PMMG, teve contato com o Proerd aos 10 anos, na Escola Municipal Carmem Celina Nogueira de Castilho, em Presidente Olegário, no Alto Paranaíba. Ele se lembrou, inclusive que foi a instrutora naquela ocasião. “Posso afirmar que o Proerd influencia positivamente a vida de crianças e adolescentes. Aprendi sobre valores e recebi conhecimentos importantes que fizeram total diferença na minha formação enquanto cidadão. Ensinamentos estes que fizeram e fazem diferença na minha vida pessoal, familiar e profissional, uma vez que foi por meio do Proerd que despertei interesse pela carreira militar. Hoje, além de por em prática estes ensinamentos, posso também transmiti-los ao próximo”, conclui.

Continue lendo
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments