Conecte-se conosco

Justiça

Servidor acusado de comercializar celulares em presídio é denunciado pelo MPMG

O servidor público montou um esquema para comercializar celualres dentro de um presídio na região do Vale do Aço.

Publicado

em

Foto: Reprodução

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) denunciou um servidor público por comercializar celulares na Penitenciária Dênio Moreira de Carvalho, em Ipaba, no Vale do Aço. A idade dele não foi revelada.

Segundo as investigações, os celulares eram repassados aos detentos por cerca de R$ 2 mil, realizando pagamentos de forma antecipada. Os valores eram repassados à esposa do detento que intermediava as tratativas e, depois, passava o dinheiro diretamente para o servidor.

Um preso atuava como informante dentro da cadeia para o servidor. Ele foi abordado para participar do esquema, quando o suspeito cobrou R$ 5 mil para a entrega de um celular. O presidiário disse não ter o dinheiro mas que poderia atuar como informante para ele, dizendo onde os celulares entregues estavam escondidos. Assim, o servidor podia recuperar o aparelho a qualquer momento. Em troca, o preso recebia um atestado em que não contassem as faltas cometidas.

O MPMG pede a condenação do servidor à perda do cargo, suspensão dos direitos políticos e ao pagamento de uma multa de R$ 50 mil.

Continue lendo
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments