Conecte-se conosco

Cidades

Youtuber bolsonarista acusado de ameaçar Lula e STF segue preso após audiência

O youtuber bolsonarista foi preso nesta sexta-feira (22) após determinação do Ministro Alexandre de Moraes.

Publicado

em

O bolsonarista foi preso após fazer ameaças contra ministros do STF e o ex-presidente Lula - FOTO: Reprodução/Redes Sociais

O youtuber bolsonarista Ivan Rejane Fronte Boa Pinto, segue preso após audiência de custódia que aconteceu neste sábado (23). Ele aguarda nova decisão do ministro Alexandre de Moraes. Ivan foi preso em Belo Horizonte nesta sexta-feira (22) por determinação do Ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Um mandado de busca e apreensão também foi cumprido em Esmeraldas, na clínica onde ele trabalha.

Conhecido no Youtube como Ivan ‘Papo Reto’, o homem foi preso por ameaçar membros do STF e políticos, como o ex-presidente Lula. Em um vídeo que circula nas redes sociais, Ivan disse que Lula deveria “andar com segurança armado até o talo porque nós da direita vamos começar a caçar vocês”. Ele também cita os ministros do STF Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Luiz Edson Fachin, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Cármen Lúcia e Rosa Weber.

LEIA TAMBÉM: Vamos caçar você’: as ameaças feitas por bolsonarista a Lula e ministros

Horas antes da prisão, o youtuber havia publicado um vídeo desafiando o ministro Alexandre de Moraes.

Apoiador do presidente Bolsonaro, Ivan afirma ser terapeuta e personal trainer nas redes sociais. Ele também é dono de um centro de tratamento de dependentes químicos em Belo Horizonte. 

LEIA TAMBÉM: Quem é Ivan ‘Papo Reto’; bolsonarista de BH preso por ameaças a Lula e STF

Ataques contra as instituições

Mais ataques contra ministros e políticos contrários ao atual governo estão acontecendo. O caso de Ivan dá sequência aos vários que publicamente são mostrados nos últimos meses. 

Com a proximidade das eleições, a preocupação com a gravidade dos ataques aumenta. O Cientista Político Rudá Guedes Ricci, diz que os órgãos reguladores precisam atuar de maneira mais forte para evitar uma tragédia. “Os órgãos deveriam atuar, com busca e apreensão, na casa das pessoas que se expõem como fanáticos ou que estão desacatando a autoridade e alimentando a investida contra eles, assim como fizeram com Ivan”, disse.

Para Rudá, mesmo com os ataques atuais, o processo eleitoral não está em risco. “Em primeiro lugar, não é uma ação coordenada, portanto não vai ter volume, mas vai gerar sustos, para as pessoas não irem em comícios, por exemplo. Segundo, porque uma parte significativa das forças armadas, está dando sinais de que não vai apoiar qualquer tipo de tentativa de golpe” , contou.

A reportagem entrou em contato com a mãe de Ivan, que disse ter sido orientada a não dar entrevistas. A defesa do suspeito também foi procurada mas não conseguimos retorno.

Continue lendo
1 comentário
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest
Inline Feedbacks
View all comments