Notícias

Padre é indiciado pela Polícia Civil por abuso e importunação sexual

José Carlos Pereira, que é dono de dois colégios e uma faculdade em Santa Luzia, teria cometido os crimes em pelo menos 11 mulheres

Publicado

em

Padre José Carlos Pereira, que está afastado das funções religiosas, era o páracro da Igreja de São Benedito, em Santa Luzia | Foto: Reprodução Vídeo Redes Sociais

A Polícia Civil de Minas Gerais indiciou o padre José Carlos Pereira pelos crimes de importunação sexual e assédio. O padre atua em Santa Luzia, na Grande BH, e teria cometido os crimes contra pelo menos 11 mulheres.

O inquérito foi concluído pela Polícia Civil nesta quinta-feira(28) e já enviou o processo ao Ministério Público de Minas Gerais. Se a denúncia foi aceita o padre pode ser condenado a pelo menos seis anos de prisão em regime fechado.

Dono de dois colégios e uma faculdade em Santa Luzia, o padre José Carlos Pereira está afastado das funções religiosas. Em outubro do ano passado, o religioso foi denunciado por mulheres que trabalhavam em uma das instituições de ensino de propriedade do padre. Em depoimentos à polícia, as vítimas disseram que José Carlos as beijava à força.

Arquidiocese

Em nota, Cúria Metropolitana de Belo Horizonte afirmou “que o padre José Carlos Pereira está afastado das funções sacerdotais até que seja concluído o processo de investigação das denúncias”. A Arquidiocese informou ainda que, “além do processo civil, a Igreja vem, adequadamente, conduzindo o processo canônico, em busca da verdade e da justiça”.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.