Entretenimento

Viúva de jogador que doou coração a Faustão denuncia: “Omissão de socorro”

Publicado

em

Reprodução

A viúva do ex-jogador de futebol amador e pedreiro, Fábio Correira da Silva, Jaqueline Silva, desabafou sobre seu marido ter morrido vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), enquanto estava trabalhando e só ter sido encontrado no dia seguinte.

Apesar de estar consciente, ele não conseguiu pedir socorro por causa do ataque que sofreu e ficou agonizando a noite toda, até ser encontrado no outro dia de manhã.

Para ela, seu marido só morreu por “omissão de socorro”: “Isso foi omissão de socorro. Como uma pessoa que trabalha em um prédio que tem porteiro, que tem toda a acessibilidade, onde só pode trabalhar até às 18h, fica com a chave e ninguém faz nada? Ele não poderia ter ficado lá”, disse em entrevista ao programa Domingo Espetacular, da Record.

Na mesma entrevista, ela contou sobre como foi a decisão de doar os órgãos do marido, que acabou salvando a vida de Faustão, com o coração que recebeu de Fábio Correia. Para Jaqueline, ao imaginar que outra mãe poderia ficar feliz, mesmo com sua tristeza, ela não teve dúvidas:

“Não tem uma parte dessa casa que eu não me lembre dele. Eu sou mãe e imaginei uma outra mãe rindo (pela vida do filho), mesmo eu aqui chorando”.

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.