Esportes

Presidente da Caixa fala do estádio do Flamengo: “Termos de interesse”

Publicado

em

Agência Brasil - Divulgação

O Flamengo está decidido a fazer de tudo o que for possível para finalmente realizar o sonho de ter o seu estádio próprio e não vai medir esforços para isso. Desta vez o time está empenhado em um projeto apresentado a Caixa, que administra um terreno perfeito.

No dia 9 de março o presidente do Mengão, Rodolfo Landim, se reuniu com o presidente da Caixa, Carlos Vieira e tiveram uma longa conversa sobre o projeto.

+ Aqui: Flamengo tem 2º time mais caro da Libertadores, mas será o 1º

Em entrevista ao site ‘Poder360’, o presidente do banco disse que os dois avaliaram a viabilidade do projeto no local, que fica na área portuária da cidade.

As negociações estão em uma “fase preliminar para encontrar os termos de interesse comum“, disse.

+ Aqui: Gabigol aceita trocar Flamengo pelo Palmeiras, mas pede milhões

Carlos Vieira exaltou que o custo do terreno será calculado de acordo com o valor do metro quadrado da localização, descartando uma negociação abrangente de valores:

A área desejada, do Gasômetro, no centro urbano do Rio de Janeiro, é muito bem localizada. Nós temos alguns parâmetros porque a Caixa administra um fundo de investimento, onde há o chamado Cepac (Certificado de Potencial Adicional de Construção). Há uma relação direta entre o valor do Cepac e o metro quadrado. É uma conta aritmética

Como o Flamengo vai financiar o estádio

Enquanto isso, Rodolfo Landim disse na última segunda-feira, 18, que o clube está pensando e discutindo em formas de financiar o seu próprio estádio de uma forma que não comprometa as receitas do clube.

+ Aqui: “Já fui treinador dos dois”: Cuca comenta prisões de Daniel Alves e Robinho

Ou seja, quer pagar a construção com dinheiro extra e cogita buscar sócios no mercado:

A gente vai discutir a forma de financiar isso. A gente tem defendido que tem como fazer isso captando dinheiro direto do clube, com aportes. E buscando sócios estratégicos, mas que não façam parte do estádio propriamente dito como forma de não onerar as receitas que o Flamengo vai ter com o estádio

Receba as notícias do Aqui de graça no seu celular. Inscreva-se.